Para a Rússia, com amor

8 abr, 2020 | Travels | 0 Comentários

Conhecê-la foi mais que surpreendente.

Trouxe caminhos nunca percorridos, não só pelo ponto de vista físico, mas espiritual, emocional, artístico e fashion.

O solo russo, de fato, contém coisas e pessoas bem mais especiais do que parece.

Sua concepção de mundo, sua história, street style, gastronomia e educação nos deslumbram, e apesar de sermos brasileiros, acostumados ao jeitinho fora da curva, ao modo operante mais despojado, adoramos ser bem tratados, ser respeitados. E isto, Rússia faz com maestria!

Apesar de não dominarem lindamente o inglês e não dominarmos nem de longe o idioma russo, a comunicação é feita na língua inglesa, na maior parte das vezes, sem nenhum problema. Nos restaurantes, pontos culturais e comerciais, o atendimento é pragmático, porém gentil. Não se quer perder tempo, mas se preza pela cordialidade.

Talvez um resultado da união entre Ásia e Europa, que, por cercar o país pelos dois lados, fez da Rússia um lugar conservador, tradicional, amante dos seus museus, preservador da sua trajetória, restaurador de todo e qualquer monumento, por menor que seja, mantendo viva e valorizada, uma arte em prédios que habitaram pessoas incríveis e situações que marcaram época, vida, corações!
Por outra lente, se vê outdoors digitais sofisticadíssimos, marcas de luxo e ruas devidamente estruturadas com sistemas de alta tecnologia, fruto dessa essência asiática calcada no futuro, voltada para um humano rico, não apenas de história, mas de visão, ambição, fineza.

Parece contrastante demais, falando assim, mas funciona tão bem que causa essa surpresa, da qual falei no início. Nos projeta para um mundo meio que sonhado, uma união perfeita entre supervalorizar o que foi vivido, não deixando ir embora os aprendizados desses povos que antecederam o pais, cultuaram e construíram coisas tao importantes, e ao mesmo tempo, dar credito ao breve amanhã, que nos faz curiosos, interessados, maravilhados.

Assim me impactou Moscow.

Maravilhada!

Após ela, conheci Saint Petersburg, de onde me disseram que amaria mais ainda.

Não foi exatamente como as percebi. Penso que Moscow tem mais à oferecer, se observarmos cultura, gastronomia, moda e rua (amo as ruas, minha parte favorita quando visito lugares novos!). Ainda que Peter (como é gentilmente conhecida) seja charmosa, menorzinha, acolhedora, está mais focada na qualidade de vida, de trajetória russa, de catedrais esplendorosas, vistas e mirantes importantes.

Por outra lente, se vê outdoors digitais sofisticadíssimos, marcas de luxo e ruas devidamente estruturadas com sistemas de alta tecnologia, fruto dessa essência asiática calcada no futuro, voltada para um humano rico, não apenas de história, mas de visão, ambição, fineza.

Parece contrastante demais, falando assim, mas funciona tão bem que causa essa surpresa, da qual falei no início. Nos projeta para um mundo meio que sonhado, uma união perfeita entre supervalorizar o que foi vivido, não deixando ir embora os aprendizados desses povos que antecederam o pais, cultuaram e construíram coisas tao importantes, e ao mesmo tempo, dar credito ao breve amanhã, que nos faz curiosos, interessados, maravilhados

Primeiro, um breve parênteses para nos levar aos endereços culturais dessas duas grandiosas cidades!
Moscow

BALÉ BOLSHOI vimos três atos de ballet: The Cage de Stravinsky, Etudes de Czerny e Carmen de Bizet. Mas o que

quer que você veja nesse famoso e especial lugar de arte, é magnifico aos olhos!

BREVE CITY TOUR incluindo Sparrow Hills, uma das sete Colinas de Moscow, onde se tem uma das vistas mais bonitas da cidade – Catedral do Cristo Salvador, uma das mais importantes da Russia, foi completamente destruída na época de Stalin e renovada em 1990 – Victory Park, onde se encontra o memorial em homenagem à 2ª Guerra Mundial – Praça Vermelha, a qual abriga a tumba de Lenin e Catedral de São Basílio, local das famosas cúpulas coloridas.

RESERVE UMA MANHÃ DE PASSEIOS PARA o incrível Kremlin, sede do governo russo – State Armoury, Sala do Arsenal. O museu do Kremlin é o museu mais antigo da Rússia, e abriga uma enorme coleção de joias preciosas dos séculos XVIII e XIX, assim como artefatos da Idade Média. É também lar de uma impressionante seleção de carruagens, tecidos preciosos, roupas da realeza e uma coleção de ovos Fabergé – State Diamond Fund, que contém as joias do estado russo – Catedrais do Kremlin: Assunção, catedral das coroações e local de sepultamento dos líderes religiosos e Arcanjo, igreja onde está enterrada a família real.

Realmente tudo é muito pessoal, e não fui sozinha. Levei minha Jana profissional e fiz uma leitura do âmbito da Consultoria de Imagem, para atualizar tudo que soube até aqui, entender com conceito os porquês da aparência dos russos e também examinar como o comportamento deles impressiona a imagem.

Meu olhar retornou enamorado pelo cavalheirismo dos homens, pela brancura e elegância das mulheres, e o refinamento de ambos. Eles são sensuais formais, são sérios porém bem resolvidos. São cultos, admiram os que são também e apesar de menos diversos na moda, elaboram criações lindas!

Os sabores da mesa são inesquecíveis, e o receio que há em visitá-los (ouvi muito: “Você vai estranhar, eles comem coisas muito diferentes!”) termina ao compreender que nos menus dos restaurantes, sejam eles mais casuais ou sofisticados, há tudo

que comemos aqui, com uma diferença: mais opções! Peixes, frutos do mar, carnes (eles também dominam o preparo de carnes de caça como veado, massas, risotos, frango, vegetais com muita cor e frutas saborosas como as nossas, mas ainda acrescentam muitas berries (todas que você imaginar) e a laranja vermelha, tradicional grapefruit.
Saint Petersburg

Conheça a parte histórica da cidade, passando pela AVENIDA NEVSKY a Praça do Palácio, Almirantado, Ilha de Vasilevsky, visuais maravilhosos!

Fortaleza de Pedro e Paulo, Palácio YUSUPOV e o quarto onde ocorreu o assassinato de Rasputin – e salões onde a realeza russa oferecia festas e teatros privativos.

Tive a oportunidade de assistir à uma palestra de um curador do museu HERMITAGE Alexey Leporc. Verdadeira aula de sabedoria da arte e história!

Visita também de perder o folego, o Palácio de Verão de CATARINA, a Grande, o famoso Pushkin e Palacio Stroganov.

Visite se puder, a igreja icônica do Sangue Derramado, símbolo da cidade, o Museu Hermitage, mais famoso russo, e aproveite para circular à pé um pouco, tente reservar um tempo sem programações para observar, encantar-se, ter a percepção do povo que segue sua habitual rotina ao seu redor, suas diferenças e semelhanças, seu comportamento diante do mundo!

Espaço para anotações dos bistrôs e restaurantes mais charmosos que degustei – com o paladar e o olhar!

RESTAURANTE CAFÉ PUSHKIN pratos russos com influência francesa, piso de café, piso restaurante e piso biblioteca barroca, com terraço ao ar livre e rooftop. Ocupa uma townhouse do século 19, mas toda decor é nova, o que proporciona um ar quase teatral ao lugar!

Dica do Olhar da Jana:

rove as almondegas de vitela, empanadas ao estilo “Pojarski” com batatas e cogumelo. Estupendo!

RESTAURANTE HYATT o brunch deles é simplesmente impossível de ser provado em uma única vez, tamanha variedade de opções e sabores! Com menu elaborado pelo chef italiano Daniele Gialluisi.

Deixo como sugestão principal:

A moussaka (tradicional lasagna grega de berinjela à bolognesa, e a mesa de antepastos e frios com queijos suíços e presunto cru, elaborado com ovas e peixes defumados. Não deixem de ir até lá!

RESTAURANTE RUSKI localizado no 85º andar da Moscow City OKO Tower, o mais alto da Europa. É assinado por Yuna Megre, recém-aberto na área mais moderna de Moscow, tem como destaque sua incrível vista, pois fica no alto do arranha ceu OKO. Foi projetado pela empresa americana de arquitetura, planejamento urbano e engenharia Skidmore, Owings & Merril, que ficou conhecida por projetar o prédio mais alto do mundo: Burj Khalifa, em Dubai.

Entre starters e pratos principais, recomendo:

Julienne de lagosta, Vareniki (ravióli típico russo, amei!) com batatas e cogumelos selvagens e camarões do Atlântico com rúcula e cevada. Perfeito!

RESTAURANTE KORUSHKA na ilha da Fortaleza de Pedro e Paulo, que além de interessante menu, possui uma vista linda para as antigas colunas da cidade e para o Palacio de Inverno.
E por estar situado às margens do rio Neva, evoca o espirito urbano com design moderno, madeira e couro mesclados à decor colorida, plantas presas ao teto e ambiente super cool!

Sugestão de degustação:

Berinjelas georgianas, peixe “korushka” com crosta de castanhas e Khachapuri – tipo de pao de queijo ao estilo Megrel. Tudo claro, acompanhado do vinho tinto típico russo!
RESTAURANTE PALÁCIO DO STROGANOV da tradicional família Stroganov, que antes deu origem ao prato Strogonoff, e foi uma das mais influentes de Saint Petersburg

A casa-palácio, onde a família morava, foi construída no século XVIII, pelo arquiteto Rastrelli. E nos dias de hoje, ela funciona como museu, em salas majestosas e coleção de arte, além de abrigar o restaurante.

Não deixe de provar:

Com certeza, o protagonista da gastronomia, Strogonoff! (Um detalhe que particularmente não foi apenas um detalhe – ao invés da batata palha, eles utilizam purê de batatas. E o arroz, não faz parte do prato. Neste caso, a ausência do arroz faz pouca falta, pois o tipo de Strogonoff e molho russo, é sensacional demais, mas, a crocancia substituída pela maciez do purê, é realmente um fator que me incomodou!)

RESTAURANTE TSAR tradicionais receitas da cozinha czar, uma viagem aos séculos XIX e XX, com refeições dos eventos do imperador!

Amei experimentar:

Crepes de caviar vermelho e o típico bolo de merengue de amêndoa.

Deslizando pelas fotos, vocês podem ter um cenário de como a Rússia se comporta no dia a dia, sua rotina.
Sejam bem-vindos de volta, mais um post especial estreando por aqui, pensado para proporcioná-los um PEQUENO GUIA, não apenas de viagem, mas de vivências que podem ser úteis e levá-los também por descobertas inesquecíveis!

Não esqueçam de deixar as dicas de vocês pra mim também! 😉

Beijo e obrigada pelo carinho!

Deixo à seguir sugestões dos hotéis e outros locais que estive e foram sensacionais nos meus dias russos.

EM MOSCOW

HOTEL PARK HYATT ARARAT wifi, disponibilizam agua sem custo no quarto todos os dias, tem uma hidro maravilhosa e o rooftop é de tirar o folego!
Próximo dos restaurantes mais badalados, da Praça Vermelha, 5 belas estrelas em quartos dos sonhos!!

CASO VOCE TAMBEM VÁ DE MOSCOW Á SAINT PETERSBURG utilize o trem rápido Sapsan, com almoço de bordo incluído e super confortável! Uma viagem bastante agradável, de aproximadamente 4 horas, mas muito tranquila.

CURIOSIDADE:

O Sapsan, ou em russo, Cancah, é o primeiro trem de alta velocidade da Russia, ligando Moscow á St Peter em 4h desde Dezembro de 2013. Ele leva de 500 a 1000 passageiros e pode chegar até 330 km/h. a configuração das poltronas é 2/2, os bancos são de couro, tem apoio para os pes, reclina e tem luz individual. Tomada, saída de áudio, vídeo para assistir a programação que passa nas tvs do trem e wifi gratuito (apesar de não ser uma qualidade excelente de conexão). O passageiro recebe um kit tapa olho, protetor auricular e chinelo!

EM SAINT PETERSBURG

Construída pelo czar Pedro, o Grande, Saint Petersburg está localizada no Golfo da Finlandia, no delta do rio Neva.
É uma das cidades mais bonitas da Europa (este é o lado russo europeu, já que antes estávamos no lado asiático, Moscow), projetada como a “janela no oeste” da Russia. A arquitetura e o design da cidade refletem a influencia da Europa Ocidental. Com seus diversos canais, pontes e palácios na cor pastel, edifícios e estatuas, St Peter tem seu próprio charme e esplendor.

Quando o czar inicialmente comandou a construção da cidade, a área era pantanosa, e ficava frequentemente inundada. Milhares de pessoas perderam a vida devido à doenças e enfermidades, enquanto Pedro criava a Fortaleza de Pedro e Paulo para proteger a cidade de futuros ataques.

HOTEL FOUR SEASONS LION PALACE wifi, 5 estrelas, planejado em um palácio do século 19, foi originalmente uma residência imperial e depois o Ministério da Guerra.

Um de seus restaurantes tem assinatura do chef Alain Ducasse – O Mix. O spa Luceo tem andares de salas, uma piscina sob uma cúpula de vidro e academia

Garrafas de águas disponíveis nos quartos 24h free, atendimento superexclusivo, encantador!

Museu da Vodka e Vodka Room

Experiência única de degustação de vodka e caviar, jantar em um cenário histórico do século 19 e aprendizado inesquecível sobre o museu dedicado à esse ícone russo – a vodka!

A história dessa bebida vem desde o século 14, e traz hoje uma releitura do Império Russo e suas riquezas.
Prove: a vodka e suas diferentes versões, a salada russa de carangueijo de kamchatka e a bomba de baunilha. Sabores exóticos mesclados aos tradicionais, com tempero russo de primeira qualidade!

Nos vemos no próximo post, pessoal! 😉